, , ,

Um outro olhar sobre Fortaleza | Dica de passeio pela orla em alto mar

Acabamos de chegar de mais um programinha delícia realizado na capital cearense. Fizemos o tradicional passeio de veleiro pela orla, com mais de 18 anos de história. É "engraçado" falar da tradição, pois apesar de antigo, muita gente de Fortaleza não o conhece. Soubemos a pouco tempo desse passeio, também nunca tínhamos feito e éramos praticamente os únicos cearenses a bordo (tinha gente de Belém, São Luís, Teresina, além de muitos coreanos e alguns europeus). É o típico roteiro bacana e barato de se fazer. Tá em Fortaleza? Então separa um momento na sua agenda e confere essa super dica!

COMO FUNCIONA O PASSEIO?
A saída da embarcação é na Avenida Beira Mar, 4.293, na Praia do Mucuripe (ao lado do Mercado dos Peixes). Com duração aproximada de duas horas, é possível fazer um delicioso tour pela orla de Fortaleza. O passeio é feito todos os dias, sendo duas saídas, às 10h e às 16h. Recomendamos o passeio da tarde por dois motivos. O primeiro é que o passeio da manhã depende da quantidade de pessoas na embarcação. Se não atingirem uma quantidade mínima, eles não fazem o passeio. É necessário checar antes através do telefone (85) 3263.1085. Na parte da tarde todo dia tem, então é mais garantido! O segundo motivo é que nada se compara ao ver o pôr do sol estando em alto mar. As imagens que captamos (e que você pode conferir logo abaixo) mostram exatamente essa beleza incrível.

A Associação dispõe de três veleiros, sendo que fizemos o trajeto no Philosophy. Durante o passeio o veleiro dá uma parada de 25 a 30 minutos para mergulho (que não fizemos). A embarcação possui guia turístico que vai explicando um pouco tanto sobre navios ancorados ou naufragados, quanto sobre pontos turísticos da cidade, além de serviço de bordo que pode ser contratado a parte. A equipe foi de extrema cortesia e atenção, nos sentimos muito cuidados.

DICAS
A oportunidade surgiu quando vi uma oferta no site Peixe Urbano (já contei aqui pra vocês aqui sobre as compras coletivas, né? Acho um meio ótimo de economizar e/ou te instigar a conhecer novos lugares). O valor do ingresso comprado diretamente na Associação dos Veleiros de Fortaleza custa R$ 40,00 por pessoa (preço em Julho de 2014) e crianças até quatro anos não pagam. Compramos no site dois cupons por apenas R$ 19,00 cada, uma economia de pouco mais de 50%. Bom pra caramba, não é??? Também vi que é possível fazer essa compra com desconto no Foursquare (clique aqui pra conferir).

Meia hora antes do horário do passeio você deve se apresentar em frente ao quiosque que fica na Avenida Beira Mar para organizar o acesso ao veleiro. Lá você compra o ingresso ou apresenta o cupom, caso tenha adquirido em compra coletiva. Você entra numa fila e recebe um colete, depois eles vão formando grupos que vão numa espécie de jangada levando até o veleiro (confesso que estava com medo dessa travessia, mas foi super tranquila). É muito importante chegar cedo pra garantir ir logo numa das primeiras "viagens" e garantir o melhor lugar. Fomos na segunda viagem e ficamos num local ótimo. 

Vá com roupas e calçados leves, evite muita bolsa e leve equipamento fotográfico pra registrar tudo.

Caso saiba nadar e goste de um bom mergulho, é possível fazê-lo em alto mar. Leve roupa de banho e vivencie!! Uma experiência única, garantem!

O barco balança um pouco (afinal, estávamos em alto mar!), mas nada que nos gerou desconforto. Ao contrário, foi até divertido. Mas caso você ache que poderá sentir enjoo, evite as extremidades da embarcação.









_____________

 Quer ficar por dentro de todas as novidades das nossas viagens e dicas de roteiros alternativos e econômicos pelo Ceará? Basta curtir a nossa fanpage, logo abaixo.

 

___________

Quer conferir mais sobre a cidade de Fortaleza? Veja mais dicas de passeios e atrações na cidade.

Cinco atrações gratuitas na Praia de Iracema


Share:
Leia mais aqui

Como juntar dinheiro pra viajar?

Que a gente gosta de viajar, todo mundo já sabe. Valentina, nossa filha, viaja desde quando tinha 30 dias. Seu primeiro "roteiro" foi para a cidade de Limoeiro do Norte, aqui mesmo no Ceará, para conhecer a sua bisavó. De lá pra cá muitos foram os destinos, para perto ou um pouco mais longe, rodando pelo nosso estado ou fora dele. Fazemos pelo menos duas pequenas viagens no mês, para destinos próximos, e duas a três viagens maiores por ano, sempre dentro do Brasil, mais especificamente privilegiando roteiros do nosso Ceará. E com isso, veio a pergunta de muitos amigos: como vocês conseguem juntar dinheiro e "viajar tanto"??

Bem, em primeiro lugar viajar é uma prioridade pra gente, então as regras que seguimos não são sacrifício algum. Encaramos uma viagem nunca como um custo, mas como um grande investimento. Entendemos que além de conhecer novos lugares, nossa família experimenta de forma ainda mais intensa a convivência (nossa e com outras pessoas), o desapego e a vivência de forma mais simples (em virtude do tipo de viagem que escolhemos). O post de hoje é sobre isso: dicas para você economizar dinheiro e fazer suas viagens... Algumas são bem óbvias, outras fomos aprendendo durante nossa jornada. Sempre importante lembrar que essas são as nossas diretrizes, não significam que são certas ou erradas, ou que se você faz de modo diferente é errado. Foram as que mais se adequaram ao nosso estilo de vida, simples assim.



1. O primeiro passo sem dúvida é definir pra onde viajar, quando e quanto tempo irá ficar fora. Somos aquele tipo de família que tem sempre um roteiro engatilhado, já inicia o ano com todos os feriados marcados na agenda pra não perder nada, passa horas pesquisando sobre o destino. Penso que tudo parte do planejamento inicial e que isso definirá quanto você irá precisar gastar. Uma viagem para uma cidade badalada no período de férias sairá mais cara do que fazer o mesmo roteiro na baixa estação. A depender do seu roteiro e período, sua viagem de fim de semana poderá ficar muito mais cara que uma de vários dias em outro determinado destino (não tão procurado e por isso com valores menos inflacionados). Aqui a opção que fizemos então foi conhecer roteiros alternativos na alta estação e ir para os roteiros mais procurados na baixa estação. Então a nossa primeira dica é: PLANEJAR. Lembrando que cada um sabe de suas prioridades. Não adianta você passar um ano deixando de fazer várias coisas que gosta pra fazer uma viagem, bem como não se organizar (inclusive financeiramente) para a trip, deixando assim de conhecer vários pontos turísticos e passeios que a região que você irá conhecer oferece. E aí chegamos a dica número dois.

2. Definido o local da viagem, quando você vai e quanto tempo irá ficar, FAÇA UM ROTEIRO. Não necessariamente um roteiro minucioso de cada passo que você dará, mas garimpar informações e organizar passeios ajuda a você economizar tempo e dinheiro, algo muito importante numa viagem. Sempre que viajamos, levo um roteiro como sugestão de lugares a conhecer, busco informações detalhadas sobre o local, que passeios gratuitos ou de baixo custo a região oferece etc. 

3. BUSQUE HOSPEDAGEM ALTERNATIVA. Lembrem-se: aqui estou falando de viagens com roteiros mais econômicos, que é sempre o foco das nossas viagens. Quem não gosta de ficar em um resort ou hotel com mais conforto? Mas tudo tem um preço! Exemplo: iremos fazer uma viagem para o Maciço de Baturité (região serrana do Ceará), cuja hospedagem estava na média de R$ 800,00 para o período de três dias, apartamento casal, apenas com café da manhã. Para chalé esse valor praticamente duplicava (ia para R$ 1.400,00). Fizemos alguns contatos e descobrimos um chalézinho gostoso cuja proprietária nos cobrou R$ 300,00 pelo mesmo período por todo o chalé, ou seja, esse valor ainda será dividido com o casal que viajará conosco, ficando a hospedagem por R$ 150,00 para cada casal. É ou não é uma boa economia? Procure hospedagens mais baratas, comunitárias ou mesmo ficar na casa de algum morador se você tiver contato pra isso, alugar casa muitas vezes sai mais em conta do que ficar em um hotel (e você pode sempre rachar a despesa com outro viajante, caso você viaje em grupo). Você pode fazer uma busca no site Airbnb, onde pessoas do mundo todo disponibilizam para aluguel quartos ou casas para viajantes (como tudo na vida, é bom pesquisar, já encontrei valores surreais, como também preços bem camaradas). Há também os hostels (caso você não curta quartos compartilhados, muitos hostels alugam quartos individuais também). Aqui no Ceará, no litoral leste, você encontrará pousadas ligadas a Rede Tucum, que é uma rede de turismo comunitário (foi o que fizemos quando fomos pra Praia de Tremembé, em Icapuí). Outra dica é a Pousada Zen, em Uruaú (Beberibe), com preços excelentes quando comparado com as demais hospedagens da região. Além de economizar, você poderá ter uma excelente oportunidade de conviver mais com os nativos durante sua viagem.

4. DISPONIBILIZE UM QUARTO PARA OUTROS VISITANTES. Essa é uma prática muito comum lá fora e que começa a chegar com força total aqui no Brasil. Alugar um quarto que você tenha livre em casa pode ser uma ótima forma de ganhar uma renda extra pra ajudar não só com as despesas da próxima viagem, como também lhe permitirá conhecer novas pessoas e fazer novas amizades. O mais famoso portal é o Airbnb.  Recentemente conheci o Wimdu e o Easyquarto, ambos com a mesma proposta.

5. ECONOMIZE. Parece óbvio que pra viajar (algo que a despesa geralmente não está no seu custo mensal) você precisa economizar. Mas, por onde??? A dica é: faça uma lista de tudo o que você gasta no mês e veja o que pode ser cortado ou minimizado. Nossa experiência a gente "troca" passeios em shoppings por teatro gratuito, a pizza do fim de semana por picnic em pracinha (levando tudo que temos na geladeira, pra não precisar comprar e evitar o desperdício), além das pequenas e necessárias economias, como diminuir o uso do carro (e consequentemente do combustível), andar mais de bicicleta, diminuir o consumo de energia, evitar supérfluos etc. Fora isso ainda evitamos compras desnecessárias ou por impulso (juro, eu tento!!), cortamos vários gastos (nos mudamos pra uma casa menor, mas com o mesmo conforto, e com isso diminuímos custos de um segundo aluguel, energia e água); não estávamos satisfeitos com escolinha de natação da nossa filha, então tiramos Valentina da aula e o pai tem ensinado nos fins de semana, fazemos muitas das nossas compras pela internet, que os preços de produtos são incrivelmente mais baratos etc).

6. VENDA O QUE VOCÊ NÃO USA MAIS.  Pode dar uma olhada no seu quarto, na sua casa. Sempre tem um ou vários itens em ótimo estado e que você não usa mais, podendo ganhar dinheiro com ele. Aqui não temos medo de usarmos a nossa página no Facebook como um verdadeira loja online. Vendemos de tudo: itens que sobraram da decoração das festas da filha, roupa em ótimo estado, acessórios, livros etc... Você pode fazer um bazar online e destinar todo o lucro pra sua viagem... Que tal??

7. TROQUE IDEIAS COM OUTROS VIAJANTES. Se tem uma coisa bacana pra você economizar dinheiro numa viagem é trocar figurinha com quem já esteve no destino. Hoje temos muitos sites e ferramentas interessantes que você pode fazer isso online. Eu uso alguns aplicativos e/ou sites para isso, como o TripAdvisor, o MochileirosFérias Brasil, o grupo Viagens em Família (do Facebook), canais no Youtube, como o Ases a Bordo, Viagens que sonhamos e Viajando por aí, além dos blogs de viagens (confere aqui a lista de alguns blogs que visitamos sempre), dentro outros. Outros viajantes podem lhe dar dicas preciosas e lhe tirar de alguma roubada, dando roteiros alternativos, locais com valores melhores, entre outros. 

8. DÊ UMA CHANCE ÀS COMPRAS COLETIVAS. Sim, elas podem ser de muita ajuda na economiza da sua viagem. Já comprei passeios com 50% de desconto (e sempre ligo antes pro local pra saber se a compra não é uma enganação ou se de fato vale!). As compras de cupons podem ser uma grande oportunidade de economia pra quem faz suas viagens.

_______________

Quer receber mais dicas de viagem?

Então curta nossa página no Facebook clicando aqui.

Siga-nos no Instagram clicando aqui



Share:
Leia mais aqui
, , , ,

Prainha do Canto Verde, vale a pena a visita...

Nós tínhamos certa curiosidade em conhecer a Prainha do Canto Verde, uma das praias do município de Beberibe, situada no litoral leste do estado. Trata-se de uma reserva extrativista criada por decreto presidencial em 2009. Para quem vai de carro, o acesso é fácil, bem identificado e asfaltado até a localidade. São apenas 126 km saindo de Fortaleza pela estrada CE 040, que está duplicada até Beberibe. 

Esse nosso roteiro seria bem do tipo "bate e volta", pois tínhamos apenas a manhã do domingo livre pra conhecer a localidade. Saímos cedinho, pegamos a estrada e fomos para mais uma aventura rodando pelo o Ceará.


O visitante precisa saber que encontrará uma praia ainda pouco explorada e isso, ao menos pra gente, se tornou o atrativo da viagem. A localidade, que é uma vila de pescadores (onde vivem cerca de 1300 pessoas), é conhecida nacional e internacionalmente pela sua luta constante pela terra e pela execução de projetos de turismo comunitário no litoral do Ceará. É através da cooperativa de turismo comunitário que os visitantes têm acesso aos atrativos naturais e percursos sustentáveis da região.


Ao chegarmos na localidade nos deparamos com um pedaço do paraíso com características bem específicas. Asfalto? Apenas um principal que guia visitantes e moradores até a praia. Ademais, é andar na areia mesmo, adentrar a localidade, conhecer, sentir, conviver... Essa é a grande experiência!!




Ficamos na Palhoça Pôr-do-Sol, bem de frente ao mar, onde tínhamos essa imensidão como cartão de visitas, uma paisagem de tirar o fôlego. É um convite para o descanso!!! Lá fomos bem atendidos e comemos um peixe Guaiúba que nos serviu muito bem e deixou a viagem ainda mais especial. A localidade oferece passeios de jangada ou catamarã, bem como o passeio de buggy até a lagoa e trilhas ecológicas, que infelizmente não fizemos devido ao nosso tempo limitado, mas fica a dica pro viajante que vai com um pouco mais de tempo para desfrutar dos passeios oferecidos.




______________
Quer receber mais dicas de viagem?

Então curta nossa página no Facebook clicando aqui.

Siga-nos no Instagram clicando aqui



Share:
Leia mais aqui
, , , , ,

Aquiraz | opção de diversão no Engenhoca Parque

Muita gente conhece a cidade de Aquiraz, sejam fortalezenses ou visitantes de todo o Brasil ou até mesmo de fora do país. O município, que fica apenas uns 30kms da capital cearense, atrai muitos dos seus visitantes que buscam conhecer o Beach Park, carro-chefe na atração turística do município. O que muita gente tem descoberto é que bem ali, ao lado do centro histórico, é possível passar um dia com muita diversão e lazer no Engenhoca Parque Educativo, que promete ao seu visitante uma experiência inesquecível. E cumpre!!! É tanta coisa pra fazer e conhecer que resolvi escrever um post exclusivo sobre ele.

Nossa visita ao parque se deu numa quinta-feira, mas como era última semana de férias, estava bem cheio. Já fomos ao Engenhoca várias vezes com Valentina, mas sempre é um enorme prazer voltar, pois a gente passa um dia com muitas atividades e aproveita bem todas as atrações disponíveis.



Atrações e brinquedos
Começamos nosso passeio pelo Museu do Engenho Colonial, um passeio que conta a história colonial do nosso país, com objetos que narram um período específico da nossa história, além de darem uma boa ideia de como era fabricada a cachaça artesanalmente.



 








A visita ao Museu conclui-se dentro da lojinha do Parque, que expõe peças feitas por nossos artesãos, cachaças e souvenirs.





Após a visita ao Museu, almoçamos no restaurante dentro do próprio Parque. Comidinha regional, mas no dia tinham poucas opções. Depois, como Valentina já tava aperreando pra brincar, nos dirigimos ao Espaço Infantil, seu local favorito. O valor do ingresso dessa atração é de R$ 5,00 e a criança pode brincar o dia todo, saindo e voltando quantas vezes quiser para a atração. Ideal pros pequenos. Tem apenas um(a) monitor, mas como não é um espaço fechado (ou seja, não dá pra deixar a criança e você fazer outra atividade), é importante que as crianças nunca fiquem sozinhas, devendo ser acompanhadas por pais ou responsáveis.







O espaço amplo e bem arborizado permite ao visitante um dia de diversão em família.





Outro ponto importante no passeio com a criançada é visitar a Fazendinha. Lá as crianças podem interagir com os animais. Tem ovelhinhas, bezerros, vacas, touros que impressionam pelo seu tamanho, porquinhos "fofinhos", aves diversas e coelhinhos. A criançada acha o máximo!











PONTOS POSITIVOS: Espaço amplo e bem arborizado, excelente para um passeio em família. Opções de diversão para pessoas de todas as idades, inclusive crianças pequenas. 

PONTOS NEGATIVOS: Senti falta de ter um carrinho pra alugar (Valentina não usa mais, porém, quando o cansaço bate, seria legal ter um de apoio).

TARIFÁRIO: O visitante pode escolher entre dois pacotes: o Aventura (com custo de R$ 60,00 adulto e R$ 55,00 infantil e que dá direito a todas as atrações) e o Conhecer (com custo de R$ 16,00 a inteira e R$ 8,00 a meia e que dá direito a várias atrações bacanas), valores de Julho de 2014. Sempre compramos o pacote Conhecer, que consideramos suficiente para a idade dela (atualmente com 3 anos). Existem muitas atrações possíveis de serem feitas dentro do pacote, como pula pula, parquinho de areia, Chuveirão (recomendo no dia do passeio levar roupas de banho, pois é imperdível o banho), fazendinha, espaço das tartarugas, mini-tirolesa pros pequenos (Valentina ama!) e muito mais.

HORÁRIOS DE FUNCIONAMENTO: De quarta a domingo, das 11h00 às 17h. Bilheterias abrem às 10h30. Fim de semana costuma ser bem cheio e com algumas atrações com fila.
Share:
Leia mais aqui