, , , , ,

Roteiro de um dia em Pacoti | os principais atrativos da cidade

Dando continuidade a nossa viagem #rodandopelomaciço, começarei hoje a falar da segunda cidade que visitamos, a charmosíssima Pacoti. Distante 118kms de Fortaleza e apenas 6kms de Guaramiranga, a cidade tem o seu charme. Mas muito cuidado ao dirigir. É por uma estrada bastante sinuosa que você chegará até a cidade das flores.



Com boas opções de estadia (a destacar o Chalé Nosso Sítio, que oferece aos seus visitantes uma parada com contato direto com a natureza, além de passeios com caiaque, pedalinho, cavalo, charrete, entre outros), Pacoti preza pela simplicidade. E quem busca a cidade busca o contato com a natureza e a tranquilidade. Mesmo na alta estação, é possível fazer os passeios sem o aglomerado de turistas que às vezes encontramos em Guaramiranga. Há poucos atrativos turísticos na cidade, por isso um dia é suficiente para conhecê-la.

Estrada que leva de Guaramiranga a Pacoti
O centrinho de Pacoti é muito pequeno e basicamente é composto de duas vias principais que circundam a praça principal. É possível inclusive fazer boa parte do roteiro a pé.




Nossos roteiros SEMPRE buscam conhecer um pouco do passado do lugar que visitamos e com Pacoti não foi diferente. Fizemos um passeio pelo seu pequeno centro histórico, mas que com muito charme, conquistou o nosso coração. É uma cidade típica pra fazer um bate-volta, roteiro de apenas um dia, pois ainda conta com poucos atrativos para visitar, mas que merece a sua atenção se estiver pela região. Dividimos nosso passeio em dois momentos, sendo o primeiro para conhecer a cidade e o segundo que foi nossa visita ao Chalé Nosso Sítio (que falarei no próximo post).

Pacoti tem clima gostoso, favorecendo o passeio. A cidade, ainda com ar interiorano, é muito aconchegante, com gente simples e acolhedora. Algumas ruas ainda são identificadas a moda antiga, com escritas em azulejo, o que chamou muita a nossa atenção. De origem portuguesa, a identificação da rua desse modo aparece como um resgate cultural e uma "arte pública". A grafia, manuscrita, conta a história do homenageado que intitula a viela. Seria de extrema importância que o município preservasse esse tipo de produto, impedindo a sua destruição, seja por ação do tempo, abandono, demolição ou vandalismo.



ATRATIVOS TURÍSTICOS

Igreja Matriz Nossa Senhora da Conceição
Construída em 1885, é uma das mais antigas edificações da cidade, que nasceu ao redor da matriz. Na Igreja estão sepultados alguns dos benfeitores de Pacoti, inclusive o Padre Quiliano (Fridolin Mitnacht), que chegou a cidade como fugitivo da I Guerra Mundial, residindo até os últimos dias de vida. Na frente da Igreja há uma estátua de busto que representa o padre com uma placa de agradecimento.





Capela Nossa Senhora das Graças


Pólo de lazer de Pacoti (Praça José Mota Pontes)
Essa praça foi um achado em nossas andanças pela cidade. Apesar de não ser apontada como um ponto turístico da cidade, como viajamos com criança o passeio por ela foi uma grata surpresa. Bem arborizada, é dividida em três sessões, uma para cada grupo de idade.






Arco Nossa Senhora de Fátima (Arco do Triunfo)
Foi erguido em comemoração pela passagem da imagem peregrina de Nossa Senhora de Fátima, em 1953, sendo também marco de entrada da cidade, em sinal de bençãos aos que ali chegam.


Capela de Donaninha
É na estrada de Pacoti que encontra-se essa enigmática capela, que chama atenção. Observando melhor, revela-se em suas placas o motivo de sua construção. A obra arquitetônica foi construída em 1941 em memória de Donaninha por seu esposo, Ananias Arruda, um dos homens mais importantes da região na época.








Ficou com vontade de conhecer a cidade? Ao escolher esse destino, você pode reservar um hotel/pousada através do nosso parceiro Booking clicando na caixa de pesquisa que encontra-se em nosso site. Desta forma você estará contribuindo para que possamos continuar Rodando pelo Ceará. Fazendo a reserva com o Booking através do nosso site você paga o mesmo preço oferecido pelo estabelecimento de hospedagem, mas a gente ganha uma pequena comissão pela indicação que é essencial para financiar os gastos do blog, contribuir com as viagens e gerar ainda mais conteúdos interessantes para você. É um ótimo jeito de você apoiar nosso conteúdo e ainda agilizar o planejamento da sua viagem. ;)
Share:
Leia mais aqui
, , ,

Rota dos Engenhos de Rapadura

Olá pessoal. Hoje trago "duas dicas em uma", quase um pacote combo. rsrs Convido vocês a conhecerem (ou revisitarem) o Matraqueando, da jornalista Silvia Oliveira. Trata-se de um blog de viagem super conceituado, cheinho de informações incríveis para todo viajante se esbaldar. E uma delas é a minha queridinha da vez, um passeio que a Silvia batizou de Rota dos Engenhos de Rapadura, onde ela visitou (e deixou super dicas para quem quiser conhecer) os engenhos de rapadura ao longo da CE-040 (mesma estrada que leva de Fortaleza as cidades de Aquiraz, Beberibe, Aracati etc). Além de conhecer a produção da rapadura e afins, você encontrará a maior rapadura do mundo, com quase quatro toneladas. Para ver todos os detalhes desse passeio incrível acesse o link no site do Matraqueando aqui e se delicie com as dicas. Confiram!!!

 Foto originalmente tirada do site Matraqueando. Direitos autorais da blogueira Silvia Oliveira. 

 
Share:
Leia mais aqui
, , , , ,

Caminhos de Iracema | Um passeio diferente e cultural

Hoje vamos deixar uma dica de passeio muito bacana e que, na minha opinião, deveria ser feito por qualquer pessoa que é de Fortaleza ou está na cidade. Trata-se do roteiro "Caminhos de Iracema", um convite a uma verdadeira imersão na história física da origem do povo brasileiro.



Quem foi Iracema?

Iracema, a virgem dos lábios de mel, foi uma índia retratada por José de Alencar, fazendo parte da trilogia indianista do autor (os outros dois romances são O Guarani e Ubirajara), sendo ele considerado o escritor mais ilustre natural de Fortaleza. 

O roteiro cultural Caminhos de Iracema foi idealizado pelo turismólogo Gerson Linhares e é uma proposta de estudo da vida e da obra do escritor José de Alencar, tendo como plano de fundo o romance Iracema - Lenda do Ceará, criado em 1865. A índia tornou-se símbolo do Ceará e seu filho com o colonizador português Martim representa o primeiro cearense, fruto da união das duas raças. O romance desvela sobre o início da miscigenação e formação do povo brasileiro, trazendo o mito fundador da cultura cearense. A personagem é um ícone de Fortaleza e está retratada em diversos pontos da cidade. Algumas estátuas são parada obrigatória para vem conhecer a capital cearense.

Acompanhados de um guia, os visitantes conhecem monumentos e equipamentos culturais alusivos ao maior escritor nacionalista brasileiro, passando pelos bairros de Fortaleza (Barra do Ceará, Centro, Praia de Iracema, Meireles, Mucuripe, Edson Queiroz, Messejana e Parangaba). Conheça os principais pontos, por ordem de visitação.

Praça e Monumento José de Alencar 
Inaugurado em 1929 para a comemoração do centenário de nascimento de José de Alencar. No monumento estão dispostos a estátua do autor (em granito, com quase 7 metros de altura) e em alto relevo os personagens indianistas de sua obra (Iracema, e seu filho Moacir, bem como o índio Peri do romance O Guarani).


Theatro José de Alencar 
Principal teatro da cidade, foi inaugurado em junho de 1910, com capacidade para receber cerca de 800 pessoas. Trata-se de uma obra que apresenta traços ecléticos em suas linhas arquitetônicas.


3ª Estátua de Iracema 
Localizada no Rotary Clube da Praia de Iracema. A estátua foi criada pelo cearense Descartes Gadelha e inaugurada em 2002.


Forte Nossa Senhora da Assunção
É um marco histórico da construção portuguesa, construído entre 1817 a 1825. No seu interior existe a estátua do português Martim Soares Moreno, considerado pelo escritor José de Alencar como "guerreiro branco".


2ª estátua de Iracema, a Guardiã
De autoria de Zenon Barreto, artista plástico cearense. Esculpida em ferro, foi inaugurada em 1996.


Livro Urbano de Iracema 
Um projeto inovador que reúne um conjunto de 18 peças no espigão da Praia de Iracema, cada uma com mais de 2 metros de altura. Cada parte registra trechos do livro de José Alencar, com objetivo de divulgar a riqueza literária cearense.


1ª Estátua de Iracema
Localizada na Praia do Meireles, o primeiro monumento que retratou a "virgem dos lábios de mel" foi inaugurado em 1965, homenageando o centenário da criação da obra literária. Construída na enseada do Mucuripe, local onde a índia esperava o regresso do "Guerreiro Branco".



5ª Estátua de Iracema
Localizada no Palácio Iracema (sede do Governo do Estado), a obra foi concebida pelo artista plástico Francisco Zananzanan, no ano de 2005. Bárbara de Alencar também é homenageada no Centro Administrativo.

Casa de José de Alencar 
Local onde nasceu o autor, em 1826, no antigo Sítio Alagadiço Novo e faz parte do Complexo Cultural da Universidade Federal do Ceará (UFC). No local o visitante poderá conhecer a Pinacoteca Floriano Teixeira, o museu Arthur Ramos (com peças indígenas e da época da escravidão) e a biblioteca Braga Montenegro, além de exposição de gravuras de Iracema.


4ª Estátua de Iracema
Inaugurada na Lagoa de Messejana em 2004 pela Prefeitura de Fortaleza, é a maior estátua de Iracema da capital, concebida pelo artista Alexandre Rodrigues.


Abaixo um mapa com os principais pontos do Caminho de Iracema.




Serviço:
Passeio com mínimo de 30 pessoas.
Informações e reservas: (85) 3237. 2687 ou 8835.9915
Facilitador: Gerson Linhares

___________

Quer conferir mais sobre a cidade de Fortaleza? Veja mais dicas de passeios e atrações na cidade.

Cinco atrações gratuitas na Praia de Iracema

Share:
Leia mais aqui
, , , , , ,

Baturité | Igrejas e prédios históricos

Continuando nossa série #rodandopeloMaciço, vamos falar sobre as nossas visitas às igrejas e prédios históricos da cidade de Baturité, primeira parada da nossa trip. A influência do catolicismo na cidade é bastante notória, com monumentos como a escadaria e estátua de Nossa Senhora de Fátima (falamos delas aqui), o Mosteiro dos Jesuítas, as Igrejas Nossa Senhora da Palma (Matriz), dos Salesianos e de Santa Luzia, além do Mirante do Cruzeiro e da Colina do Rosário. Soma-se os lindos prédios antigos, com arquitetura que datam do século XVIII. O conjunto arquitetônico de Baturité encanta aos visitantes e formam um rico circuito religioso-histórico-cultural.

Igreja Matriz Nossa Senhora da Palma
Inaugurada em Junho de 1762, trata-se de uma igreja imponente que possui arte bizantina com predominação do barroco (única nesse estilo no Brasil) e tendo já servido para guardar munição e pólvora durante a guerra da Confederação do Equador. Conta a história que a primeira imagem de Nossa Senhora da Palma, padroeira do município, foi levada para Baturité pelos índios Jenipapos e Canindés. A estátua tinha cerca de 40cm de altura e era feita em madeira, mas foi roubada e nunca recuperada.







Igreja de Santa Luzia
Inaugurada em Setembro de 1879, está localizada na Rua XV de Novembro. Sua construção foi iniciada na grande seca de 1877/1878, pelo Governo Federal, como obra de assistência aos flagelados. Há uma imagem centenária de Santa Luzia no altar principal. As festividades na Igreja ocorrem em 13 de dezembro, dia consagrado a esta Santa. Estava fechada no momento da nossa visita.


Museu Comendador Ananias Arruda
Criado em Junho de 1981, o Museu Comendador Ananias Arruda é de ordem privada mantido pela Fundação que leva o mesmo nome, afim de preservar tanto a história da cidade quanto a de seu homenageado. A casa onde funciona o Museu era a residência do Comendador. Seu acervo é composto por objetos pessoais, bem como documentos e peças importantes que contam a história de Baturité. Infelizmente estava fechado no momento da nossa visita. 


Palácio Entre-Rios 
Edificação centenária, já foi a antiga cadeia municipal e hoje é a atual sede do poder público. O prédio é um casarão histórico em estilo colonial construído no final do século XIX. Recebeu esse nome por estar localizado entre dois rios. Fica na praça matriz da cidade, em frente a Igreja. 


Pelourinho de Baturité
Localiza-se na Praça da Matriz, ao lado do Palácio Entre-Rios, sede do poder municipal, e em frente a Igreja Matriz Nossa Senhora da Palma. Construída a pedido do ouvidor Victorino Soares Barbosa no século XVIII, como marco da fundação da cidade.


Mosteiro dos Jesuítas
Trata-se de uma imponente construção em pedra, datada de 1924, causando admiração pela sua arquitetura e tamanho. Localizado no Sítio Olho D'água, a pouco mais de 4km do centro de Baturité, pode ser acessado pela CE-356 ou pela Rua Padre Antônio Pinto e Estrada dos Jesuítas (a mesma da Escadaria Nossa Senhora de Fátima). Construído inicialmente como uma escola para a formação de padres, levou mais de dez anos para ser concluído. Do Mosteiro tem-se uma visão privilegiada da cidade, observando-se também o Mirante do Cruzeiro, uma cruz de 25 metros de altura sob uma montanha. Cobra-se taxa de R$ 2,00 por pessoa para visitação.










Ficou com vontade de conhecer a cidade? Ao escolher esse destino, você pode reservar um hotel/pousada através do nosso parceiro Booking clicando na caixa de pesquisa que encontra-se em nosso site. Desta forma você estará contribuindo para que possamos continuar Rodando pelo Ceará. Fazendo a reserva com o Booking através do nosso site você paga o mesmo preço oferecido pelo estabelecimento de hospedagem, mas a gente ganha uma pequena comissão pela indicação que é essencial para financiar os gastos do blog, contribuir com as viagens e gerar ainda mais conteúdos interessantes para você. É um ótimo jeito de você apoiar nosso conteúdo e ainda agilizar o planejamento da sua viagem. ;)


Share:
Leia mais aqui