domingo, 8 de novembro de 2015

Mapa da Cachaça: 4 atrativos para conferir no Ceará

A cachaça é uma das bebidas mais tradicionais no Brasil, tendo inclusive um dia "só pra ela" - o 13 de setembro. Pinga, aguardente, branquinha... Esses são apenas alguns "apelidos" carinhosos que a bebida ganhou no País. De norte a sul, é produzido mais de um bilhão de litros por ano, com exportação para mais de sessenta países. 


Existem alguns museus que prestigiam a história da bebida no Brasil, como o Museu da Cachaça de Lagoa do Carro (PE), ou o Museu da Cachaça de Paty de Alferes (RJ), além de museus em Minas Gerais e São Paulo (fonte aqui). Aqui no Ceará temos dois grandes espaços para contar essa história, listados logo abaixo, além de outros atrativos que têm a bebida como atrativo. Foi pensando nisso, resolvemos destacar alguns locais no Ceará que você poderá conhecer mais sobre a história e fabricação da bebida. Mesmo para quem não aprecia, a visitação aos locais abaixo relacionados valem a pena por toda a história contida nesses espaços e grandes curiosidades que o visitante irá encontrar.


Fonte da foto: Diário do Nordeste

O Museu da Cachaça do complexo turístico Ipark, localizado na cidade de Maranguape, localiza-se na primeira propriedade que sediou a Ypióca, em um casarão do século XIX. No local, através de visita guiada, é possível conferir um acervo completo com mapas, documentos, fotos e filmes, além de maquinário, garrafas e equipamentos da época da produção, além de um canavial. Destaca-se ainda, no roteiro, a visitação ao maior barril de cachaça do mundo, com oito metros de altura e capacidade para 374 mil litros, tendo inclusive entrado no Guinness Book.

Museu do Engenho Colonial | Engenhoca Parque
Nossa segunda dica é visitar o Museu do Engenho Colonial, localizado no Parque Engenhoca, no município de Aquiraz, de propriedade da Colonial. Com uma exposição permanente, o Museu conta com salas que apresentam ao visitante desde a colheita da cana, passando por elementos histórico-culturais e apresentando também cada etapa do trabalho artesanal, que vai desde os primeiros engenhos de tração animal até a produção industrial da cachaça. 



Museu Senzala Negro Liberto
Apesar do grande atrativo do Museu Senzala Negro Liberto, em Redenção, ser a história relacionada a casa grande e os escravos, onde é possível inclusive visitar uma antiga senzala, não se pode ignorar a preservação dos fatos ali relacionados à produção da Cachaça Douradinha. No local, peças antigas preservam essa história e ainda é possível ver o funcionamento do engenho de cana de açúcar, passando por peças de tração animal até a infra-estrutura atual da produção, onde é possível apreciar desde uma máquina de moagem de 1927, fabricada na Escócia.



Casa dos Licores
Em Viçosa do Ceará, a pedida é visitar a Casa dos Licores, um dos pontos turísticos mais conhecidos da cidade e que possivelmente é o que mais vale a visita. O local é mantido por mais de 50 anos pela família Carneiro. Começou com o pai, Alfredo, e hoje é continuado por uma das filhas, Teresa. No local é possível degustar cachaças e licores artesanais, além de se embebedar, literalmente, nas histórias da família, tudo regado ao som de pífano, que originalmente era tocado por seu Alfredo.


Postar um comentário