sexta-feira, 13 de novembro de 2015

Rota do Café Verde: histórias e aromas no Maciço de Baturité

A Rota do Café Verde, uma iniciativa do Sebrae com empreendedores locais da região do Maciço de Baturité, é a nova aposta para conquistar a valorização histórico-cultural de uma das regiões mais visitadas no Ceará e que já teve o café como principal atividade de produção. Tivemos a oportunidade de participar, em primeira mão, desse roteiro incrível e que trago hoje pra vocês desfrutarem um pouco e conhecerem os caminhos cheios de histórias, sabores e amores que vão fazer da sua passagem pelo Maciço uma experiência pra ficar na memória.


São oito atrativos que compõe a rota, distribuídos em quatro municípios: Baturité, Guaramiranga, Pacoti e Mulungu. Contudo, o visitante terá a opção de escolher um entre os quatro roteiros elaborados, com passeios que duram de meio a um dia e valores que variam entre R$ 40,00 a R$ 60,00 por pessoa. As saídas acontecerão da cidade de Guaramiranga e os pacotes poderão ser comprados na Chocoberry Chocolateria, tanto de Fortaleza quanto de Guaramiranga, com pelo menos um dia de antecedência. Durante o percurso, o visitante terá a oportunidade de conhecer museu, fazendas históricas, fazer trilhas por cafezais, apreciar a gastronomia serrana tendo o café como produto-base e muito mais.

PRINCIPAIS PONTOS DA ROTA DO CAFÉ VERDE

- MUSEU DE BATURITÉ - RFFSA

Em Baturité, duas paradas estratégicas estão intimamente ligadas a história da produção do café na região. Um primeiro ponto de visita é o Museu Ferroviário da cidade (já falamos sobre ele aqui), uma das primeiras estações ferroviárias do estado cujo prédio foi inaugurado em 1882, ainda no governo imperial de D. Pedro II. A estrada de ferro de Baturité tinha como objetivo o escoamento da produção serrana para a capital cearense, principalmente algodão e café, e a principio seria apenas um ramal da estrada de ferro. A chegada do trem trouxe desenvolvimento tanto para a cidade de Baturité quanto para as vizinhas.


No Museu, o visitante se deparará com peças que contam os tempos áureos dessa época, desde os bancos da antiga estação até mesmo peças dos trens, além de documentos, fotos, mobiliários das antigas residências da região.




O visitante irá conhecer também a Maria Fumaça, primeira locomotiva a vapor fazer o percurso Fortaleza x Baturité, no ano de 1882. Trata-se de um monumento comemorativo e de grande valor, inaugurado no primeiro centenário da Estação Ferroviária da cidade.


- FAZENDA CARIDADE E MUSEU DOS JESUÍTAS

Trata-se de uma imponente construção em pedra, datada de 1924, causando admiração pela sua arquitetura e tamanho. Localizado no Sítio Olho D'água, a pouco mais de 4km do centro de Baturité, pode ser acessado pela CE-356 ou pela Rua Padre Antônio Pinto e Estrada dos Jesuítas (a mesma da Escadaria Nossa Senhora de Fátima, falamos dos prédios religiosos de Baturité aqui). Construído inicialmente como uma escola para a formação de padres, levou mais de dez anos para ser concluído. Do Mosteiro tem-se uma visão privilegiada da cidade, observando-se também o Mirante do Cruzeiro, uma cruz de 25 metros de altura sob uma montanha.



Lá é produzido o "Café do Mosteiro", um café orgânico que é vendido no próprio mosteiro. Durante a visita, podemos conhecer as várias etapas do processamento do café sombreado. O café lá fabricado pode ser adquirido na lojinha do Mosteiro.



- SÍTIO ÁGUAS FINAS

De propriedade da família Uchôas, o Sítio Águas Finas é uma fazenda de café ao lado da empresa de água Neblina, apenas 2km do centro de Guaramiranga. As trilhas são agendadas previamente. A família Uchôa é tradicionalmente conhecida por fabricar o Café Guará, produzido nas montanhas de Mata Atlântica da cidade. As histórias se confundem com a própria história do Ceará. A cidade de Guaramiranga teve vital importância para o desenvolvimento do Estado. O ponto para essa conquista foi a excelente adaptação do café em suas terras úmidas e férteis.




Nesse ponto da Rota, os visitantes têm a oportunidade de percorrer os cafezais de sombra da serra. Durante o percurso, Mestre Chiquinho revela a história das primeiras mudas que ali chegaram, bem como sobre a fauna e flora local. Nós já havíamos feito essa trilha em setembro de 2014 e relatamos aqui essa experiência.

- SÍTIO SÃO ROQUE

A visita ao Sítio São Roque, no município de Mulungu, é ter a oportunidade de conhecer o passado de forma muito simbólica. O casarão autêntico, junto com a capela em homenagem a São Roque, compõem um cenário histórico que data de 1813. O visitante também tem a oportunidade de visitar a faxina - local onde o café é posto para secar, além de um galpão que serve para guardar utensílios como balaios, além dos maquinários. Há um projeto da criação de um pequeno museu com essas peças que contam, de fato, a história do café na região.


Percorrer o casario é também relembrar, para quem teve a oportunidade, ou conhecer, um jeito todo característico do interior. Os quartos amplos, a coleção de chapéis do Sr. Gerardo, proprietário do local, os quadros dos santos devotos, todos esses itens vão compondo um cenário cheio de magia e encantamento.



Mas é a cozinha com fogão a lenha que chama a nossa atenção. Lá somos recebidos por Marcinha, especialista em doces no taxo mexido, feitos com frutas do sítio. Mas é lá também que é feito o tradicional cafezinho, dando ainda mais aroma às histórias que ali serão contadas pelo Sr. Gerardo.


- SITIO SÃO LUIS

Localizado em Pacoti, a 5kms do centro, o casarão é um dos únicos na região que mantêm as características dos tempos áureos do café. A estrutura secular encanta pelo grande porte, toda circundada de varandas e com grandes janelões característicos da época. A propriedade foi construída por escravos no período do esplendor do café e lá é possível apreciar um delicioso lanche com bolo de café.




- CHOCOBERRY CHOCOLATERIA

Para coroar um roteiro tão interessante como esse, o passeio finaliza na Chocoberry, no centro de Guaramiranga. Bebidas e guloseimas a base de café estarão sendo comercializados na chocolateria e é o momento ideal para apreciar as muitas possibilidades com esse ingrediente tão especial!


SERVIÇO

Rota do Café Verde 
Venda nas lojas Chocoberry, de Fortaleza e Guaramiranga
Passeios de meio a um dia 
Valores: entre R$ 40,00 a R$ 60,00 por pessoa (novembro de 2015)
As saídas acontecerão da cidade de Guaramiranga e os pacotes poderão ser comprados com pelo menos um dia de antecedência.

Postar um comentário

Curta nossa fanpage

Se inscreva no nosso canal

Nossos parceiros

Fazemos parte