sexta-feira, 7 de abril de 2017

Museu de Paleontologia: conheça o "museu dos dinossauros" no Ceará

Continuamos a nossa série de post's sobre a região do Cariri, hoje falando de um museu que foi o atrativo que motivou toda a nossa Expedição Sertões, uma série de viagens sobre os principais destinos do sertão do Ceará.

Tudo começou pela paixão da nossa filha Valentina, na época com 5 anos, por dinossauros. Pesquisando roteiros de viagens, pensamos inicialmente visitar Foz do Iguaçu e lá conhecer o Vale dos Dinossauros. Mas apreciadores das coisas da nossa terra como somos, começamos a pesquisar se não havia no estado algo que remetesse aos enormes dinossauros e foi aí que descobrimos a existência do Museu de Paleontologia da Universidade do Cariri (Urca), na cidade de Santana do Cariri, a cerca de 530kms de Fortaleza. Bingo! Estava ali o ponta pé inicial para uma das viagens mais incríveis que fizemos no Ceará e a visita ao Museu é o que vamos relatar hoje pra vocês.


O Museu de Paleontologia foi fundado em 1985 e mantém vários projetos de pesquisas, como escavações e coletas de fósseis. Funciona de de terça-feira a sábado, das 8h às 16h, e no domingo, das 8h às 14h. A visita, que é gratuita, é guiada por adolescentes que fazem parte do projeto e com muito entusiasmo apresentam todas as belezas ali expostas.


O local é super fácil de achar! O Museu fica localizado na Rua José Augusto, 326, no centro de Santana do Cariri, em um prédio amarelo com portas e janelas na cor azul e as ruas que levam até ele são bem identificadas. A visita leva em torno de 1 a 2 horas e é extremamente rica, tanto para adultos quanto para crianças.


A visitação é uma verdadeira "viagem no tempo". Imagine um lugar onde boa parte das peças tem mais de 135 milhões de anos? Assim é o Museu de Paleontologia. A visita começa se conhecendo o processo geológico da região da Chapada do Araripe e surpreende pela riqueza detalhada das diferentes camadas do solo.




Mas, sem dúvida, o ponto alto da visitação é conhecer os diversos fósseis ali expostos, tanto da flora quanto da fauna, fósseis até mesmo de insetos! O acervo internacional e a diversidade de peças históricas dos animais e plantas já extintas e a evolução geológica ali exposta tornam este Museu um dos mais interessantes que já visitamos aqui no Ceará, fazendo de Santana do Cariri um reduto do maior patrimônio fossilifico do mundo.









A diversidade de fósseis de peixes marinhos encontrados na Chapada do Araripe provam a teoria de que onde hoje é o sertão cearense, em muitos e muitos milhões de anos atrás, já foi mar.







O lugar é único! Sem dúvida, podemos ficar horas admirando, aprendendo e conhecendo mais sobre a história evolutiva. Um verdadeiro espaço de conhecimento e uma atração para todas as idades.

Postar um comentário

Curta nossa fanpage

Se inscreva no nosso canal

Nossos parceiros

Fazemos parte